05 agosto 2013

Fundador do Youtube quer afrouxar a política de copyright de vídeos

Chad Hurley, um dos fundadores do Youtube, falou sobre a proteção de direitos autorais em sites de compartilhamento de vídeos. Segundo ele, as pessoas deveriam poder assistir a qualquer vídeo em qualquer lugar, a qualquer hora. O copyright não deveria ser tão restrito.


Apoiando a posição de um parlamentar australiano, ele falou em entrevista:
Eu acredito que esses modelos de negócios estão no fim e as empresas que irão vencer nesse novo mundo são as que tornam o mais fácil possível o acesso dos consumidores ao conteúdo que desejam quando e onde estiverem.
Atualmente o Youtube tem uma política agressiva para ajudar as redes de conteúdo nas reclamações de copyright, incluindo um método que atribui IDs aos arquivos de vídeo e áudio, que são escaneados constantemente em relação à direitos autorais.

Mais de 200 milhões de vídeos já receberam essa identificação para mantê-los fora do site.

Segundo Hurley, o Youtube e o Google não deveriam remover vídeos e uma nova startup poderia criar um modelo lucrativo que permita usuários assistirem a qualquer conteúdo livremente.

Com o tempo, todo o conteúdo será distribuído digitalmente e consumido em qualquer tipo de dispositivo, então direitos autorais são algo a ser revisto.

Hurley está trabalhando com seu parceiro cofundador do Youtube Steven Chen no Mixbit, a ser lançado. Pouco se sabe sobre o projeto, além de que é um site colaborativo voltado à vídeos. Ele diz que vê uma maneira das redes trabalharem com plataformas de vídeo em eventos ao vivo e outros produtos, como vídeo on-demand, com ambos os lados tendo lucro.

Crédito da imagem: Shutterstock │ Informações: Gigaom │ Via: MeioBit

Um webmaster amante das tecnologias, criador de conteúdo para a web e idealizador do Informe Tecnológico 2cmultimidia.com (site voltado às tendências de tecnologias), onde compartilha experiências com seus web leitores.

Por favor leia antes de comentar:

1. Escreva apenas o que for referente ao tema;
2. Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
3. Para entrar em contato acesse formulário de contato.
EmoticonEmoticon