29 julho 2013

Batalha travada: após recusar acordo, Gradiente anuncia seu novo iphone

Parece que não houve acordo... A IGB Eletrônica, dona da Gradiente, não chegou a um acordo com a Apple sobre os direitos da marca "iphone".

Tudo começou em fevereiro, quando o INPI decidiu que o uso da marca "iphone" no Brasil é de direito da Gradiente, que pediu o registro do nome em 2000 e obteve a autorização oito anos depois. Depois de se recusar a fechar acordo com a Apple para permitir que os norte-americanos usem o nome iphone legalmente no Brasil, a Gradiente foi além e anunciou a segunda versão de seu celular.

A novidade foi dada em um vídeo divulgado nesta segunda-feira, 29, que relembra a história de como a Gradiente se tornou dona da marca no país, citando inclusive que demorou 12 anos para lançar um segundo aparelho que contivesse "iphone" no nome.
Se preferir, veja o vídeo de divulgação no Canal Oficial da Gradiente no YouTube

O aparelho C600 Dual Chip, vem com Android 4.2.2 (Jelly Bean), processador dual-core de 1.4 GHz, tela HD de 5 polegadas (1280x720), memória de 8 GB (chega a 32 GB com microSD), câmera de 13 megapixels, rádio FM deverá chegar ao mercado em outubro por "metade do preço do concorrente", mas a empresa não deixa claro se o "concorrente", no caso, é o iPhone da Apple.

A Apple, que tem o smartphone com o mesmo nome, fez o pedido de registro da marca no país em 2007, ano em que lançou a primeira versão do celular. A IGB informou, por meio de um comunicado, que seu pedido de liminar na ação em que é autora, determinando a suspensão imediata das vendas da Apple, não foi deferido.

Com isso, o mercado passou a ter dois celulares de nome similar, sendo que aquele fabricado pela Apple se destaca no noticiário de tecnologia.

Há também  quem diga que com todo esse impasse a empresa brasileira que se recusa a negociar com a 'companhia da maçã', está fazendo propaganda gratuita do gadget concorrente. Mas as opinões se dividem... e o nosso Informe Tecnológico quer saber o que os leitores pensam:

A Gradiente está no direito dela, ja que ela começou a patentear o nome IPHONE aqui no brasil em 2000, ou está aproveitando a popularidade do iPhone da companhia norte-americana para se promover? Comentem!

Um webmaster amante das tecnologias, criador de conteúdo para a web e idealizador do Informe Tecnológico 2cmultimidia.com (site voltado às tendências de tecnologias), onde compartilha experiências com seus web leitores.

4 comentários

Por favor leia antes de comentar:

1. Escreva apenas o que for referente ao tema;
2. Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
3. Para entrar em contato acesse formulário de contato.
EmoticonEmoticon